Logo Biosana's Serviços de Saúde

Telefone Biosana's Serviços de Saúde
(11) 5904 1199

BLOG

O que é o Transplante de Medula Óssea (TMO) ou Transplante de Células Tronco Hematopoiéticas (TCTH)?
O que é o Transplante de Medula Óssea (TMO) ou Transplante de Células Tronco Hematopoiéticas (TCTH)?
O que é o Transplante de Medula Óssea (TMO) ou Transplante de Células Tronco Hematopoiéticas (TCTH)?

O Transplante de Medula Óssea (TMO) é atualmente chamado de Transplante de Células Tronco Hematopoiéticas (TCTH) e consiste em um tratamento complexo, onde uma medula produtora de células do sangue saudável é colocada no paciente que se encontra com a sua produção celular desregulada seja ela ocasionada por doença maligna ou benigna. Para entender o Transplante de Medula Óssea (TMO), as suas vantagens e os seus riscos, devemos saber que a medula óssea é responsável por produzir as células do sangue como os glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas, estas células são muito importantes pois exercem a função de defesa do organismo, transporte de oxigênio pelo corpo e realizam os processos de cicatrização.


Quando o Transplante de Medula Óssea (TMO) ou Transplante de Células Tronco Hematopoiéticas (TCTH) é indicado?

Geralmente o Transplante de Medula Óssea (TMO) é indicado para curar doenças como leucemias, linfomas, mieloma múltiplo, anemia aplástica, síndromes mielodisplásicas entre outras doenças, tudo dependerá da avaliação do seu médico , da resposta aos tratamentos já realizados e a identificação de risco de sua doença através de um série de exames.


Qual a relação do Transplante de Medula Óssea (TMO) e as células tronco?

Toda célula madura possui uma célula progenitora, também chamada de célula-mãe ou de célula tronco hematopoiética. Estas células existem em pequenos números no sangue e em maior quantidade na medula óssea que é o tecido gelatinoso localizado no interior dos ossos
longos, também conhecido popularmente por “tutano”. Este local pode ser comparado a uma fábrica que produz e renova as milhares de células do sangue todos os dias.


Quais os tipos de Transplante de Medula Óssea (TMO)?

Dentre os tipos de Transplante de Medula Óssea (TMO) mais realizados atualmente, temos o transplante AUTÓLOGO, ALOGÊNICO e o HAPLOIDÊNTICO, a diferença entre eles está relacionada a quem será doador e qual a sua compatibilidade com o paciente, veja a seguir:
Transplante de medula óssea autólogo: Neste tipo de transplante o paciente é seu próprio doador. Em algumas doenças hematológicas, a desregulação na produção celular do sangue, não acontece dentro da ‘fábrica’ onde está trabalhando as células progenitoras, sendo assim podemos colher as células boas e guarda-las para infundir no próprio paciente após o seu tratamento com quimioterapia, que irá matar células do sangue e de sua medula. A escolha por este tipo de transplante vai depender da avaliação do seu médico e do tipo de doença diagnosticada.
Transplante de medula óssea alogênico: Neste tipo de transplante as células-tronco do sangue são recebidas da ‘fábrica’ de outra pessoa que pode ser, alguém da sua família como irmãos, pai, mãe (aparentado) ou pode ser um doador voluntário (não aparentado), cadastrado em um bancos de medula óssea como o REDOME/REREME.

Transplante de medula óssea haploidêntico: O doador tem apenas metade da carga genética igual ao receptor, ou seja, o doador é 50% compatível com você.

 

Como descobrir a compatibilidade para ser doador de medula óssea?

A escolha do melhor doador é feita através de um teste de compatibilidade que avalia o antígeno leucocitário humano o também chamado de HLA. Este é um exame simples como uma coleta de sangue comum que o paciente e os seus doadores devem colher em duas fases diferentes.
O resultado deste exame pode mostrar que você e seu doador é totalmente (100%) compatível ou existe a possibilidade de serem apenas (50%) compatíveis ou de serem distintos, ou seja, nenhuma compatibilidade.

 

Quem pode ser o doador de medula óssea?

O doador pode ser um familiar ou pessoas desconhecidas e ter as seguintes características:

:: Ter entre 18 e 55 anos de idade
:: Estar em bom estado de saúde
:: Não ter doença infecciosa transmissível pelo sangue (como infecção pelo HIV ou hepatite)
:: Não apresentar história de doença neoplásica (câncer), hematológica ou autoimune (como lúpus eritematoso sistêmico e artrite reumatoide).

Pessoas desconhecidas que sejam saudáveis e compatíveis, que manifestem desejo de ser um possível doador basta ir a um hemocentro e se cadastrar no banco de doadores da plataforma REDOME

Posts por categorias
Posts mais Lidos
Voltar ao Topo