Logo Biosana's Serviços de Saúde

Telefone Biosana's Serviços de Saúde
(11) 5904 1199

BLOG

8 de Maio - Dia Internacional da Talassemia
8 de Maio - Dia Internacional da Talassemia
8 de Maio - Dia Internacional da Talassemia

A talassemia é um tipo de anemia hereditária, transmitida de pais para filhos, também conhecida como anemia do Mediterrâneo. 

 

Em 1925, o pediatra americano Thomas B. Cooley detectou sinais e sintomas de uma anemia grave em quatro crianças, todas com ascendência italiana e grega. Naquele momento, com os novos achados e estudos, passou-se a denominar a doença como anemia de Cooley.

 

Alguns anos depois, muitos casos semelhantes começaram a ser identificados, principalmente nas regiões da Itália, Grécia, Líbano, Tunísia e Argélia, o que deu à doença o nome de anemia do Mediterrâneo. Em 1940, com o avanço dos estudos na área, um grupo de cientistas resolveu chamá-la de Talassemia, que em grego significa mar (thalassa) e doença do sangue (aima).

 

Entendendo a Talassemia 

No sangue temos milhões de células, dentre elas os glóbulos vermelhos, também chamados de hemácias. Dentro das células arredondadas existe a hemoglobina. Uma hemoglobina normal é formada por dois tipos de proteína, alfa e beta, ligadas por um átomo de ferro. Com todos estes componentes, ela leva oxigênio para  o corpo inteiro. 

Na talassemia, uma alteração genética herdada faz com que exista um defeito na produção das proteínas relacionadas à hemoglobina, por isso existem a talassemia alfa e a talassemia beta. A consequência deste defeito é uma menor produção de glóbulos vermelhos, o que prejudica o transporte de oxigênio pelo corpo. Por este motivo, a pessoa tem sintomas como fadiga, fraqueza, palidez. 

Formas de tratamento 

Quando as mutações genéticas são herdadas de pai e mãe, a doença se manifesta de forma grave ou intermediária,requerendo tratamento contínuo. Quando a herança vem de apenas um dos pais, a pessoa possui a forma leve da doença e pode apresentar discreto grau de anemia, não exigindo tratamento específico. Em ambos os casos, a doença não tem cura. A pessoa com talassemia necessita ter um diagnóstico preciso e realizar acompanhamentos com equipe de hematologistas. O tratamento das formas graves da doença é baseado em transfusões de sangue e medicamentos para retirar o excesso de ferro do organismo e nos casos mais graves, a realização de um transplante de medula óssea pode ser indicada por médico especialista.

 

Posts por categorias
Posts mais Lidos
Voltar ao Topo